AÇO E VELUDO

Escritura de hoje: João 8:1-11


Sobre o ex-presidente norte-americano Abraham Lincoln, o poeta Carl Sandburg escreveu: “É incomum na história da humanidade chegar à Terra um homem que seja ao mesmo tempo aço e veludo […] que mantenha em seu coração e mente o paradoxo da terrível tempestade e da paz indescritível e perfeita”. “Aço e veludo” descreve como Lincoln equilibrava o poder de seu cargo com a preocupação pelos indivíduos desejosos de liberdade. Em toda a história, apenas Jesus Cristo equilibrou perfeitamente a força e a suavidade, o poder e a compaixão. Quando os líderes religiosos o confrontaram para que condenasse uma mulher culpada, Jesus demonstrou força e suavidade. Demonstrou força ao resistir às exigências de uma turba sedenta por sangue, fazendo-os voltar seus olhares críticos a si mesmos. Jesus lhes disse: “Aquele de vocês que nunca pecou atire a primeira pedra” (v.7). Em seguida, utilizou o “veludo” da compaixão dizendo à mulher: “Eu também não a condeno. Vá e não peque mais” (v.11). Refletir sobre a Sua atitude de “aço e veludo” e nossas reações aos outros pode revelar a ação do Pai em nos modelar para sermos semelhantes a Jesus. Podemos demonstrar a essência de Cristo a um mundo faminto tanto pela suavidade da misericórdia quanto pelo poder da justiça.